SEGUNDA SEM CARNE NÃO SE APLICA À INICIATIVA PRIVADA!!!

Feliciano Filho – Proteção Animal

Amigos, muitas notícias falsas e boatos (as chamadas fake news) tomaram conta das redes sociais ontem, a respeito do meu projeto de lei da Segunda Sem Carne, que institui o programa APENAS em estabelecimentos públicos estaduais. Recomendo a leitura do PL, são apenas 7 artigos, sendo que os 2 primeiros são os principais: http://felicianofilho.com.br/leis/projeto-de-lei-872016-fica-instituida-a-segunda-sem-carne-em-restaurantes-lanchonetes-bares-escolas-refeitorios-e-estabelecimentos-similares-que-exercam-suas-atividades-nos-orgaos-publicos

Ela NÃO afeta hospitais, mesmo públicos, nem estabelecimentos particulares como bares, lanchonetes, restaurantes, supermercados e açougues. Mesmo com a sanção da lei, qualquer pessoa pode comprar carne e consumi-la todos os dias da semana se desejar. A questão não é essa.

A questão é que o Estado de SP já escolhe o cardápio que será servido, nas refeições que oferece diariamente, a diversos públicos. Só nos 52 restaurantes da rede Bom Prato, são mais de 85 mil refeições por dia. Na rede de escolas estaduais, são mais de 2 milhões de alunos atendidos. Nos prédios públicos, concessões operam lanchonetes e restaurantes. E é o Estado que paga pela concessão ou diretamente pela aquisição e preparo desses alimentos. É o Estado quem escolhe se vai oferecer carne ou não. Isso JÁ É, hoje em dia, prerrogativa do Estado.

Nas escolas, além de atender às necessidades nutricionais dos alunos, o programa de alimentação contribui para a promoção de hábitos alimentares saudáveis e o respeito à cultura alimentar e vocação agrícola de cada região. Toda uma equipe de nutricionistas trabalha na elaboração de uma alimentação saudável e adequada, compreendendo o uso de alimentos variados, contribuindo para o crescimento e o desenvolvimento dos alunos e para a melhoria do rendimento escolar. Existe até mesmo um cardápio interativo, onde pode-se enviar receitas novas e conhecer e avaliar as já existentes: http://www.educacao.sp.gov.br/cise/cardapio-interativo – muitas ali já não utilizam carne. A Educação também reforça o uso dos produtos in natura no cardápio e convidou chefs para desenvolverem receitas, com mais fibras, menos sódio e mais saudáveis, além de estimular hortas nas escolas para ensinar, por meio do plantio, conceitos de educação ambiental.

Quando apresentei meu projeto da Segunda Sem Carne, pensei justamente no quanto de sofrimento um ser vivo teve que passar para que aquele alimento chegasse até as pessoas. Um dia a menos de carne, só na rede Bom Prato, significaria cerca de seis toneladas a menos, o equivalente a 30 vacas adultas. Se somarmos as escolas, quantas e quantas vidas não estaremos salvando, com um simples gesto?

Minha proposta é chamar a atenção da sociedade sobre as consequências nefastas do consumo de carne. Comer muita carne influencia diretamente os direitos dos animais, a crise ambiental, o aquecimento global, a perda de biodiversidade, as mudanças climáticas e diversas doenças cardiovasculares e degenerativas, além do colesterol, diabetes e até vários tipos de câncer. A iniciativa está presente, em diversos graus, em 44 países de todo o mundo. A Bélgica foi o primeiro país a ter uma cidade a aprovar um dia oficial sem carne, em 2009. São Francisco, a primeira dos EUA, aprovou em 2010. Hoje, várias cidades dos EUA adotam a prática, como Los Angeles, São Francisco e Nova York, além de Israel, Canadá, Austrália etc. Na Argentina, a Casa Rosada faz Segunda Sem Carne nas refeições que serve aos seus 500 funcionários, incluindo o presidente Macri.

Enfim, não vou me alongar muito aqui. Na justificativa do meu projeto estão elencados todos esses argumentos e mais. Volto a convidar a leitura: http://felicianofilho.com.br/leis/projeto-de-lei-872016-fica-instituida-a-segunda-sem-carne-em-restaurantes-lanchonetes-bares-escolas-refeitorios-e-estabelecimentos-similares-que-exercam-suas-atividades-nos-orgaos-publicos

O debate saudável se faz com respeito e com conhecimento do tema discutido. Ajude divulgando informações corretas e combatendo fake news e pessoas mobilizadas por setores raivosos e de interesses econômicos no assunto.

FELICIANO FILHO

Leia também:

Bom Prato adota Segunda Sem Carne desde 2015: http://felicianofilho.com.br/noticias/bom-prato-adota-segunda-sem-carne

Nova York anuncia programa piloto da Segunda Sem Carne para combater Aquecimento Global e Obesidade: http://felicianofilho.com.br/noticias/nova-york-anuncia-programa-piloto-da-segunda-sem-carne-para-combater-aquecimento-global-e-obesidade/

#SANCIONAAlckminSegundaSemCarne



Translate