PL 31 ou dos Bois movimenta a Alesp nesta terça, 17 de julho

 

O PL 31 ou PL dos Bois (como ficou conhecido), do deputado estadual Feliciano Filho (PRP), que proíbe o embarque de animais vivos para fins de abate pelos portos de SP, enfrentará mais uma batalha para ser pautado na Alesp – Assembleia Legislativa nesta terça, 17 de julho. E, para a ocasião, novamente está prevista a presença maciça de ativistas de ONGs nacionais e internacionais que têm lotado a Assembleia com faixas, performances e uma determinação surpreendente, inclusive, virando a madrugada na frente da Alesp. Para esta noite, inclusive, mais uma vigília está programada. E no sábado houve protesto no porto de São Sebastião (litoral norte de SP).

“Na quarta, 11 de julho, houve um grande embate no plenário e o assunto foi, mais uma vez, o PL 31. Aliás, o PL 31 está pautando a casa há semanas. Os ativistas estão todo dia aqui e também temos grande maioria dos deputados a favor, mas os poucos que são contra ficam obstruindo e tentando postergar a votação, pois, sabem que perderão no voto”,comentou Feliciano Filho.

Feliciano avisou ainda que ele e os demais deputados defensores do PL 31 não votarão mais nada enquanto o PL dos Bois não for pautado: “Enquanto estamos aqui discutindo, milhares de bois estão sofrendo e morrendo dentro dos navios. Um dos piores horrores é que vários deles precisam passar por nucleação, ou seja, retirada do olho por conta da exposição excessiva à amônia. Estão tentando nos cansar, mas não vamos desistir nunca!”

A luta contra a exportação de animais vivos é mundial e Israel acaba de dar o primeiro passo. Tramita no país um projeto de lei para eliminar progressivamente o transporte de animais vivos. O PL 31, por sua vez, se baseia nas imagens gravadas dentro do Navio Nada em fevereiro deste ano, no Porto de Santos. O laudo feito por uma veterinária por decisão judicial mostra que numa baia de 18 m² do navio havia 23 bois, ou seja, menos 1 m² por boi. O laudo tem ainda 47 fotos retratando a situação caótica dos animais.

Conheça as razões econômicas, jurídicas, ambientais, de bem estar-animal e morais para que seja extinto o embarque de animais vivos para fins de abate acessando o link abaixo que reune também laudos veterinários e pareces jurídicos: http://felicianofilho.com.br/noticias/conheca-as-razoes-economicas-veterinarias-juridicas-ambientais-e-morais-para-que-o-embarque-de-animais-vivos-chegue-ao-fim/



Translate