Feliciano orienta população de Fernandópolis através de entrevista em Rádio

Feliciano orienta população de Fernandópolis através de entrevista em Rádio

Em sequência à viagem percorrida no noroeste do Estado de São Paulo, o deputado Feliciano Filho esteve no município de Fernandópolis para conceder entrevista ao “Jornal da Educadora”, uma das maiores emissoras de rádio da cidade.

Ancorado por Diego Hurtado e Clara Moreno, o informativo radiofônico possui uma hora de duração e já entrevistou o parlamentar campineiro por telefone em diversas oportunidades. Desta vez, Feliciano respondeu às perguntas de Diego por meia hora, discorrendo sobre o sucesso da Lei Estadual 12.916/2008, que proíbe a matança indiscriminada de cães e gatos nos CCZs de SP. O parlamentar enfatizou o alcance da legislação, absorvida por deputados de outros Estados brasileiros.

Feliciano abrangeu ainda a questão da Leishmaniose, um problema de sérias proporções na cidade, que faz parte de uma região endêmica. O deputado informou que os munícipes têm direito de realizar o exame de contra-prova nos animais que a Prefeitura declarar que sejam portadores da doença. A contra-prova pode atestar supostos falsos positivos nos exames realizados pela Prefeitura. Além disso, o parlamentar esclareceu que ninguém pode ameaçar cobrar dos donos de animais por tratamentos de pessoas que tenham adquirido Leishmaniose, e que invadir casas para retirar animais é um absurdo, pois somente a polícia pode adentrar residências com a devida ordem judicial.

Segundo o deputado, o extermínio de animais não soluciona o problema da endemia de Leishmaniose. “O cachorro é apenas um hospedeiro, assim como o homem. A solução para conter a endemia é eliminar o mosquito. Se exterminarmos os cachorros, os mosquitos ainda permanecerão, podendo picar diretamente as pessoas”, diz.



Traduzir