Feliciano comemora punição à enfermeira que matou o Yorkshire

Feliciano comemora punição à enfermeira que matou o Yorkshire

Após manifestação do deputado estadual Feliciano Filho, solicitando punição exemplar para Camilla Correa Alves de Moura Araújo dos Santos, acusada de agredir e matar um cachorro da raça Yorkshire no fim do ano passado em Formosa, o Ministério Público de Goiás entrou nesta segunda-feira (26) com uma ação civil pública contra a enfermeira. O promotor Heráclito D’Abadia Camargo pede que ela seja condenada a pagar indenização de, no mínimo, R$ 20 mil, por “dano moral coletivo”, a ser revertido ao Fundo Municipal do Meio Ambiente da cidade.

“Gostaria de expressar minha gratidão ao Ministério Público por ter atendido nossas solicitações e escutado aqueles que não podem se defender, não têm voz e nem a quem recorrer,” comemorou o deputado Feliciano, que participa nesta quinta (29) de audiência pública sobre proteção animal na Assembleia Legislativa de Goiás.

Segundo o promotor, “a comoção social provocada pelo lamentável episódio impõe a necessária responsabilização da enfermeira pelos danos morais coletivos causados, como forma de desestímulo aos maus-tratos de animais e incentivando conduta diversa, sendo este o objeto da ação”.

O caso ocorrido em Formosa repercutiu nacionalmente depois que um vídeo mostrando a agressão circulou na internet. Nas imagens, gravadas da janela de uma casa vizinha, Camilla Santos é mostrada chutando e batendo no cachorro com a ajuda de um balde. A filha da enfermeira, de um 1 ano e meio, aparece assistindo às agressões. O cão, que tinha 4 meses, não resistiu aos ferimentos e morreu.

(com informações do site Terra)


Traduzir