Deputado Feliciano quer fim da extração de peles em SP

Deputado Feliciano quer fim da extração de peles em SP

O Deputado Estadual Feliciano Filho (PEN51-SP) protocolou nesta quinta-feira (03/04) na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) uma moção de apelo à presidência da República para que determine aos órgãos competentes a criação de estudos visando proibir a criação, ou manutenção de qualquer animal doméstico, domesticado, nativo, exótico, silvestre ou ornamental com a finalidade de extração de peles.

Um projeto de Lei de autoria do Deputado Feliciano (PL 616/11) tramita na Assembleia, mas restringe a proibição apenas ao estado de SP.

Para o deputado, a indústria de extração de peles é uma das práticas mais cruéis do mundo. “Muitas vezes os animais criados para esta finalidade são mantidos em gaiolas tão pequenas que não permitem sequer sua movimentação adequada. Estes animais têm a sua curta vida submetida a maus tratos pelo confinamento, ficando desta forma altamente estressados, com transtornos comportamentais, e muitas vezes recorrem à automutilação e ao canibalismo,” afirmou Feliciano.

A retirada da pele é ainda mais cruel. Embora alguns criadores informem que submetem os animais a anestésicos ou adormecem com éter, a triste realidade é outra. “Normalmente os animais são pendurados pelo rabo tendo em seguida o pescoço torcido a um ângulo 90°. Muitos animais agonizam com o pescoço deslocado antes de ter sua pele retirada.”

Essa prática, além de cruel, é uma flagrante violação da Lei de Crimes Ambientais. “Uma sociedade justa não pode permitir que animais paguem com suas vidas pela vaidade humana,” concluiu o deputado.

A moção do Deputado Feliciano será apreciada pelos demais deputados e, se aprovada, seguirá a Brasília.



Traduzir