banner site novo
banner site novo
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
banner 03 editado
banner 03 editado
banner 03 editado

publicado em 19 de setembro de 2014

São Paulo depende de uma assinatura para proibir criação de animais para extração de pele

Foi aprovado na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) nesta quarta-feira (17) o projeto de lei PL 616/2011 (íntegra da proposta), que dispõe sobre a proibição da criação de animais para extração de peles no Estado de São Paulo, e dá outras providências.

De autoria do deputado estadual Feliciano Filho, a proposta vai de encontro aos interesses da empresa Master Chinchila, que cria e mata chinchilas para extração de pele em Itapecerica da Serra-SP, região metropolitana da capital. Na grande maioria dos casos, as peles são usadas para a fabricação de casacos de luxo. Por telefone, no início da noite desta quarta-feira (17), Feliciano Filho declarou estar muito feliz com a aprovação de seu projeto na ALESP: “Nas últimas semanas estive focado na aprovação desse PL. O trabalho vem sendo feito desde 2011, fui cumprimentado por alguns colegas da ALESP pela persistência.” – disse.

Há mais de 40 anos matando animais no Brasil, o argentino Carlos Perez, proprietário da Master Chinchila, chegou a provocar os ativistas pelos Direitos Animais em uma entrevista:“Os ativistas pelos direitos dos animais dizem que eu mato chinchila para madame se proteger do frio. E é isso mesmo que eu faço. Mas faço com todas as autorizações e licenças ambientais, e chinchila minha não sofre. Nem na vida nem na morte. Elas têm do bom e do melhor, isso eu posso lhe assegurar.” – disse o empresário em 2011.

Se sancionada pelo governador, a lei obrigará a empresa a fechar as portas no estado. Em um futuro próximo, Carlos Perez pode perder todas as autorizações e licenças ambientais de que tanto se gaba.

O PL segue para sanção ou veto do governador Geraldo Alckmin. A decisão deve ser divulgada nas próximas semanas.

(texto: Fabio Chaves do site: Vista-se)

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu Depoimento