banner site novo
banner site novo
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
banner 03 editado
banner 03 editado
banner 03 editado

publicado em 28 de julho de 2015

Feliciano propõe fim da matança de pintinhos

Amigos, o meu projeto de Lei mais recente visa proibir, no âmbito do Estado de São Paulo, o sacrifício de aves através de trituração, eletrocução, sufocamento e qualquer outro meio cruel para fins de descarte.

O projeto estabelece ainda que nenhum descarte está autorizado, a não ser que fique comprovada a ocorrência de moléstias graves, devidamente atestadas por médicos veterinários e com laudo específico.

A morte de filhotes de galinha machos logo após o nascimento é uma prática, infelizmente, cada vez mais comum na avicultura. Isto ocorre porque há frangos de corte, com muita carne, e galinhas poedeiras, que botam muitos ovos. Nas raças de poedeiras, o macho não possui valor econômico, pois criá-los para o corte não vale a pena, pois eles demoram muito tempo para alcançar o tamanho adequado para o abate e logo são descartados através de abate por meio cruel, como a trituração e o sufocamento.

VEJA OS VÍDEOS:
“Não coma mais nuggets” – https://youtu.be/f6iX_Vp8ul4
“Pintinhos são asfixiados e triturados vivos na França” – https://youtu.be/t2j8qg53f9c
“Máquina de moer pintinhos” (cenas fortes) –https://www.youtube.com/watch?v=DTVkTGDnpvk

Essa matança, que infringe o Artigo 32, da Lei n.º 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais), pode ser evitada através de meios simples e práticos. Inicialmente, com a adoção do uso de ingredientes de origem vegetal para substituir o uso de ovos em produtos industrializados, evitando a necessidade de produção destas aves. Futuramente, através do desenvolvimento de tecnologia que determina o sexo dos animais antes do nascimento – em fase inicial embrionária, quando eles ainda estão dentro dos ovos. Esta tecnologia será capaz de eliminar o sofrimento de bilhões de pintinhos todos os anos.

Metade dos pintos nascidos nas granjas são machos e, portanto, indesejados pelos motivos acima descritos. Estima-se que sejam vítimas anualmente em todo o mundo cerca de 2,5 bilhões de pintinhos. No Brasil, cerca de 3 milhões POR DIA.

Quando aprovada, o descumprimento desta lei acarretará à empresa multa de R$ 212,50 por pintinho – multa que pode passar de 300 mil reais por dia a cada granja.

Os valores recolhidos serão revertidos para custeio das ações, publicações e conscientização da população sobre guarda responsável e direitos dos animais, para instituições, abrigos ou santuários de animais, ou para Programas Estaduais de controle populacional através da esterilização cirúrgica de animais, bem como Programas que visem à proteção e bem-estar dos mesmos. Emoticon wink

Acesse e curta www.facebook.com/felicianofilho.cps e www.felicianofilho.com.br

#EquipeFeliciano

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu Depoimento