19369381_1389010344514647_152798619_o
19369381_1389010344514647_152798619_o
banner 01 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
banner 03 editado
banner 03 editado
banner 03 editado
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 04 editado

publicado em 27 de fevereiro de 2015

Feliciano investiga cães em cemitério

Após as notícias de que a prefeitura de São Paulo começaria a usar cães de guarda da raça Rottweiler nos cemitérios municipais, o gabinete do Deputado Feliciano filho começou a receber denúncias de que estes animais estariam sujeitos a maus-tratos.

“Imediatamente pedi a ajuda de uma bióloga que faz perícia judicial em casos como este e acionei a Polícia Militar Ambiental para que lhe desse apoio em uma vistoria surpresa, na tarde desta quinta-feira,” informou Feliciano. “A partir do seu laudo, tomaremos as devidas providências.”

A vistoria aconteceu e, realmente, as denúncias não eram sem fundamento. Os cães, que guardam o cemitério à noite, ficam o dia todo em cubículos de compensado, na terra, com pouca ou sem cobertura e pouca ventilação. “Em alguns espaços, não encontramos nem água, nem comida,” acrescenta a bióloga Andréa Freixeda, que também presta serviços para a Biofauna e o santuário de animais Rancho dos Gnomos. “A situação é pior do que esperávamos.”

À Polícia Militar Ambiental, os coordenadores do cemitério afirmaram que o espaço é provisório e que os animais estariam em um canil de alvenaria, de dimensões e condições apropriadas, em um mês. “Isso não justifica deixarem os animais nesta situação,” disse Andréa.

* Funcionários do cemitério fazem B.O.

Enquanto alguns funcionários defendem a permanência dos animais, alegando que os furtos caíram a zero depois que eles chegaram, vários nos procuraram durante a vistoria para denunciar as condições de acomodação e manejo dos cães. “Dá até dó ver os bichinhos assim, o dia inteiro, no sol, na chuva” contou um deles, que já fez até um boletim de ocorrência sobre o caso. Outros reclamam que os animais não têm tratadores especializados e que funcionários da faxina foram deslocados para cuidar dos Rottweiler.

O resultado final do laudo estará pronto no início da semana que vem.

 

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu Depoimento