banner site novo
banner site novo
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
DEPA
DEPA
DEPA

publicado em 21 de junho de 2018

CIDADE DA COREIA DO SUL TORNA ILEGAL CONSUMO DE CÃES

Enquanto isso, Festival de Sadismo Coletivo na China tem início hoje

Nesta quinta, dia 21, chamam a atenção dois fatos bastante contraditórios que atingem diretamente os nossos amados animais. O Tribunal de Justiça da cidade de Bucheon, na Coreia do Sul, passou a proibir a matança de cães para consumo. A medida tem alcance local, mas já se trata de um grande avanço e os ativistas estão trabalhando para a aprovação de uma lei que salve os cães e gatos de todo o país.

Já na China, tem início hoje e se estende até o dia 30 de junho, o Festival de Yulin onde milhares de cães e gatos serão brutalmente mortos. Criado em 2010, o Festival não é ilegal, apesar da revolta que tem causado em pessoas do mundo todo. Os animais perdem a vida das maneiras mais sórdidas: a pauladas, facadas, enforcados, queimados e até mesmo jogados vivos em caldeirões de água fervente. Lamentavelmente, alguns chineses, coreanos e outros asiáticos acreditam que o cozimento do animal vivo dá mais sabor à carne.

Dias antes do festival, os animais, alguns em situação de rua e outros roubados de suas casas, são amontoados em pequenas gaiolas onde não conseguem se mexer. Ficam sem comida, água, urinando e defecando uns sobre os outros, quebram patas e muitos têm o focinho e patas amarradas.

Enquanto esperam a dolorosa morte, cães e gatos assistem o sofrimento dos outros animais – um festival de tortura extrema, física e psicológica e, sem dúvida, uma das piores atrocidades contra os animais no planeta. Curiosamente, o sangrento evento acontece até mesmo no Ano do Cachorro segundo o calendário chinês.

Protetores estrangeiros e chineses têm lutado arduamente para acabar com o festival, muitas vezes arriscando a própria vida posicionando-se na frente de caminhões carregados de animais. Infelizmente o governo chinês ainda não se comoveu o suficiente para proibir essa barbárie!!