banner site novo
banner site novo
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
DEPA
DEPA
DEPA

publicado em 10 de setembro de 2015

Carroças nunca mais!

“Torturados, explorados, desprezados: o drama dos animais de tração e o empenho do Deputado Feliciano Filho em acabar com mais essa forma de crueldade”

‘O perímetro urbano de nossas cidades, tomados por veículos e máquinas, é completamente inóspito para estes animais, sendo comum encontrá-los puxando carroças e outros veículos com carga acima do recomendado’ ~ Feliciano Filho

Eleito justamente para defender os animais e assegurar-lhes um tratamento ético e respeitoso, o deputado estadual Feliciano Filho (PEN-SP) está tentando fazer aquilo que está ao seu alcance: proibir a presença de animais de tração no perímetro urbano de cidades paulistas com mais de 50 mil habitantes

Cavalos que morrem de exaustão porque transportam cargas para seus guardiões durante o dia e são alugados para mais um turno de trabalho durante a noite.

Cavalos desidratados e chicoteados em cidades turísticas, onde fazem parte da “paisagem pitoresca”, e que trabalham horas a fio carregando adultos e crianças no lombo. Sim, eles são usados para “diversão”…

Cavalos abandonados para morrer ou vendidos para abatedouros quando já não servem para o trabalho. Que são substituídos por exemplares mais novos – os quais, em alguns anos, também terão um triste destino.

Um verdadeiro pesadelo: assim pode ser definido o cotidiano dos animais de tração em muitos cantos do Brasil.

E, além dos cavalos, que não mais poderão ser explorados nos moldes descritos, o PL 373/2015, de Feliciano Filho (PEN-SP), caso aprovado, sancionado e efetivamente convertido em lei, irá beneficiar vacas, ovelhas, porcos e cabras, que poderão ser apreendidos.

“O perímetro urbano de nossas cidades, tomados por veículos e máquinas, é completamente inóspito para estes animais, sendo comum encontrá-los puxando carroças e outros veículos com carga acima do recomendado,” explica o deputado. “E não estamos pensando somente no lado dos bichos! Há também a questão dos graves acidentes de trânsito provocados pela presença de grandes animais na pista, bem como a proliferação de doenças como a febre maculosa, acarretada pelos carrapatos estrela, e os morcegos hematófagos que esses animais atraem para o perímetro urbano”, pondera.

Nome Completo (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu Depoimento