banner site novo
banner site novo
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 04 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
banner 01 editado
DEPA
DEPA
DEPA

publicado em 22 de junho de 2017

Cadelinha passa uma vida inteira no CCZ de SP

Pitty foi salva pelo gongo. Chegou ao CCZ – Centro de Controle de Zoonoses de SP em setembro de 2008, poucos meses depois de ser sancionada a Lei 12.916 (Lei Feliciano) , que proíbe o extermínio de animais em situação de rua. Junto com outros cães salvos da morte na mesma época, conforme matéria publicada na ANDA, Pitty até hoje aguarda uma família que a queira adotar.

Estima-se que Pitty já seja uma “senhora” com 13 anos de idade. Quando chegou ao CCZ tinha por volta de quatro. Os anos deixaram Pitty grisalha, mas sua índole amorosa jamais mudou. Difícil entender porque ela nunca teve a oportunidade de sair do CCZ para uma nova vida. Poderia ser uma cadela nascida na rua ou abandonada, mas também podia estar perdida, pois, muitos animais que acabam em abrigos municipais já tiveram casa um dia, segundo levantamento feito nos EUA.

Por isso, manter um site atualizado com fotos de todos os animais que chegam ao CCZ ajudaria bastante tanto no caso daqueles que precisam de adoção quanto no de cães e gatos perdidos que necessitam reencontrar suas famílias.

p-3-1-768x576

O gato Alejandro também aguarda adoção no CCZ de SP há um ano e meio. Ele faz parte de um grupo que costuma “sobrar” nos abrigos por ser preto. Pesquisas mostram que 70% dos animais não adotados ou que demoram bem mais tempo para serem adotados possuem pelagem negra.

Alejandro é um gatinho manso e brincalhão. Chegou ao CCZ com três meses de idade e exames apontaram um problema em seu coração. Por conta disso, ele faz uso de remédios, mas nada que o impeça de ter uma vida como qualquer outro gato. Ele costuma ficar na nova unidade do CCZ, o Núcleo de Adoção de Cães e Gatos, com estrutura moderna e que permite interação com os visitantes mas, mesmo assim, Alejandro ainda não deu sorte de ser adotado.

Atualmente o CCZ de SP, vinculado à Coordenação de Vigilância em Saúde (COVISA), abriga cerca de 180 cães e 140 gatos, segundo informou a assessoria de imprensa. Existe um rodízio para que todos os animais desfrutem da nova unidade já que a antiga instalação é muito precária, criada nos anos 70 para manter os animais capturados por poucos dias até serem mortos.

Aos domingos funciona a Cãominhada que é o único e grande alívio para aqueles animais que passam a vida no CCZ. Participe! Mais informações sobre adoção, castração, RGA e cão/gato comunitário acesse  aqui e aqui.

(fonte: ANDA)

Nome Completo (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu Depoimento