Feliciano quer punição e atuação do Gecap em caso do cão queimado em Botucatu

Amigos, enviei na manhã desta quinta-feira um ofício ao Procurador Geral de Justiça do Estado de São Paulo solicitando imediata apuração do caso do morador de Botucatu (SP) que bateu e ateou fogo em seu cão da raça Labrador, ocasionando a morte do animal. O suspeito foi encaminhado à delegacia no último sábado, 09 de maio, após ser denunciado por seus vizinhos, assinou um termo circunstanciado e vai responder por consumar ato de abuso a animais EM LIBERDADE.

Diante da gravidade do exposto, solicitei apuração dos fatos, a fim de que providências sejam tomadas, com o intuito de punir de forma exemplar o responsável por este ato de crueldade e maus tratos contra este animal indefeso.

Sugeri ainda, diante ao lamentável fato transcorrido, que este conceituado órgão verifique a possibilidade na atuação direta do GECAP – Grupo Especial de Combate Aos Crimes Ambientais, órgão criado em 2010 após solicitação que fiz à Procuradoria Geral.



Translate