Bloco do Bob 2015

Amigos,

Estive neste final de semana, pelo sexto ano, desfilando com o Bloco do Bob, em Campinas. Bob se tornou símbolo de cão-comunitário, por ter ganhado o título logo após a publicação da minha Lei Feliciano (12.916/2008), que definiu os direitos desses animais que vivem em certa localidade e são cuidados por várias pessoas. O caso chamou atenção no Brasil para os direitos dos animais.

Fiquei muito agradecido pela forma como fui recebido pelas pessoas e seus amiguinhos de quatro patas, muitos fantasiados. O tema do bloco este ano foi “Bota na Cadeia Quem Maltrata os Animais”, um protesto em favor de maior rigidez nas leis de defesa dos animais.

O bloco surgiu em 2009 e faz uma homenagem ao cachorro Bob, um vira-lata que na época havia sido adotado pelos taxistas que trabalhavam na praça do Largo da Santa Cruz, no Cambuí. Na ocasião, a prefeitura ameaçou retirar o cachorro do local por considerar que ele representava perigo à população. Os taxistas foram à luta e conseguiram apoio de entidades protetoras dos animais. Cumprindo todas as determinações da Lei Feliciano, Bob ganhou o título de cão-comunitário e acabou adotado por uma família que morava em um dos prédios ao redor da praça. A família mudou para o Rio de Janeiro, onde Bob morreu em 2013 em virtude de um câncer.

Confira o samba enredo de 2015:

“Bota na Cadeia quem Maltrata os Animais”
“O Bloco do Bob está na rua
Pelo fim da crueldade
Tem pet vestindo a fantasia
Colorindo a avenida
Pra nossa felicidade
Bicho sente como a gente
Se liga seu mané
Estão do nosso lado
Desde os tempos de Noé
Quem é do bem entende
A nossa luta a nossa voz
Escute o coração
Pegue seu amigão
E venha se juntar a nós
Aumenta a pena autoridade
Impunidade nunca mais
Bota na cadeia quem maltrata os animais
Bota na cadeia quem maltrata os animais”

Feliciano Filho



Translate